Home Notícias Especialista desfaz paradigmas e mostra como agregar valor à Marca Própria

Especialista desfaz paradigmas e mostra como agregar valor à Marca Própria

por Redação Private Label
0 comentário

Roberto Nascimento Oliveiraafirma que em vários setores um em cada três produtos vendidos é de Marca Própria e que o Brasil avança muito bem nesta área, tanto quanto países da Europa ou Estados Unidos.

O Brasil está muito bem quanto a comercialização de Marcas Própriasem vários segmentos do varejo, como vestuário, brinquedos, produtos esportivos, perfumaria, beleza, higiene pessoal, eletroeletrônicos, ótica, produtos químicos e foodservisse. Esta é a visão de Roberto Nascimento Oliveira, professor de pós-graduação do Núcleo de Varejo da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing), do Instituto Germinare, do Centro Educacional Jabuti e do Cáritas e autor do livro “Gestão Estratégica de Marcas Próprias”.

Segundo o especialista, nestas áreas, um em cada três itens vendidos são de Marca Própria. O professor, que há mais de 20 anos se dedica a estudar o comportamento das marcas próprias, será um dos palestrantes da Private Label 2018, a única feira B2B de Marcas Próprias da América Latina, que acontecerá no Transamerica Expo Center, nos dias 29 e 30 de agosto. Exclusivamente voltada ao mercado de Marcas Próprias e Terceirização, a Private Label oferecerá às empresas de diferentes segmentos um espaço rico para conhecer potenciais parceiros e oportunidades de desenvolver negócios. O credenciamento para visitantes está aberto, faça sua inscrição gratuita neste link.

roberto_nascimento

Segundo Oliveira, o país está muito bem quanto ao mix (variedade X sortimento) de produtos de Marca Própria oferecidos, como também em vendas, margem de contribuição, qualidade e preço justo. Em sua palestra ele pretende desfazer paradigmas e demonstrar como agregar valor à sua marca. Confira a seguir entrevista:

 

Professor, como será a sua participação na Private Label 2018 e qual sua expectativa para esse importante evento? 

Pretendo levar a minha experiência, aliada a conceitos e estudos acadêmicos nesta área, e mostrar um pouco do que está no meu livro “Gestão Estratégica de Marcas Próprias”, que já está na segunda edição. Na minha palestra “Agregar valor. Saiba o que o seu cliente deseja com Private Label no varejo do século XXI“, vou mostrar o que acontece no varejo brasileiro e global de uma forma geral; falar sobre os produtos e as marcas que o cliente está querendo comprar e quais os atributos que um produto deve ter para agregar valor à Marca Própria. Minha expectativa para a Private Label 2018 é que ela continue com seu principal objetivo de contribuir para fomentar o conceito e a experiência de um programa de Marcas Próprias, além de debater sobre temas relevantes para que o varejo tenha foco maior na percepção, benefícios, experiência e serviços ao cliente.

O setor de Marcas Próprias está mesmo engatinhando em comparação com outros países? 

Esse é um paradigma que eu pretendo desfazer na minha palestra. Vou citar cases de empresas como Decathlon, Nike, Renner, Raia/Drogasil, Dia%, Zara, Chilli Beans, Starbucks e Amazon, mostrando que a questão – quanto ao crescimento e desenvolvimento de uma marca – não é simplesmente preço e qualidade e sim uma questão de construção de patrimônio através do Branding (filosofia empresarial de gestão estratégica de marcas). A Marca Própria é uma marca como outra qualquer, a diferença é que ela é feita (criada, desenvolvida e administrada) pelo varejo e não pela indústria, o que traz uma competição da indústria com o varejo não só em preço, mas com relação à gestão da marca, pois o varejo está agora assumindo um papel que não era o dele até o século XX. Por isso a Private Label 2018 será um grande momento de reflexão sobre esse novo conceito.

Em quais áreas a Marca Própria está mais presente?

Private Label está presente em todos os segmentos de Varejo. Se pegarmos os setores do comércio de farmácia/drogaria, brinquedos, vestuário, material esportivo, higiene pessoal, perfumaria, beleza, limpeza, padaria, confeitaria, cafeteria, restaurante, lojas de conveniência, empório, hortifruti/sacolão, um em cada três itens vendidos é de Marca Própria. Isso significa uma participação excepcional e que segue o mesmo ritmo de outros países. O Varejo estudou e acompanha a rápida mudança da percepção e o comportamento do consumidor, que está mais exigente e que decide sua compra pensando na melhor relação custo X benefício em uma marca de confiança.

Então o Brasil é um mercado ascendente em Marcas Próprias…

Sim, eu diria muito competitivo, igual aos Estados Unidos ou países da Europa. Vou abordar na minha palestra os atributos que fazem o cliente escolher e decidir sua compra em uma loja (física ou virtual) de Varejo, o que é “agregar valor”, as mudanças de comportamento do shopper e como fazer uma boa gestão de marcas para aumentar a lucratividade da empresa e a fidelidade dos consumidores. Outro ponto muito importante para o sucesso do varejista na participação das vendas de suas marcas é conhecer muito bem o cliente (de cada loja em cada bairro que estiver presente) e saber que em 2018 o cliente está mais IN (inteligente, informado e intolerante). Por isso, se o Varejo quiser ter sucesso, tem que fazer o básico bem feito e surpreender o cliente com produtos (mercadorias e serviços) diferenciados “todos os dias”. Espero que a Private Label 2018 tenha o mesmo sucesso do ano passado. O Varejo está em todo lugar, por isso, uma dica aos leitores e participantes do evento: invista no conhecimento e na educação.

Compartilhar

Você pode gostar

Deixar um comentário