Private Label Latin America: conhecer o consumidor é a chave para sucesso do produto

As palestras da Private Label – única feira B2B de Marcas Próprias e Terceirização da América Latina, realizada nos dias 29 e 30 de agosto, no Transamerica Expo Center, em São Paulo, foram um sucesso de público. Em clima de otimismo em relação ao cenário do setor no Brasil, especialistas se revezaram para falar sobre os desafios do varejo e da indústria para que cada vez mais os produtos de Marca Própria estejam presentes nas prateleiras e na vida dos consumidores.

O setor de Marcas Próprias passa por uma nova fase de evolução no Brasil. Pesquisas mostram que a Marca Própria já está presente em mais de 60% dos lares brasileiros e cada vez mais o consumidor busca por variedade de produtos Marca Própria.

Aparecido Borghi, mestreem administração pela USCS e gerente sênior para a América Latinada Daymon, empresa especializada em desenvolvimento de novos produtos, ministrou a palestra “As mudanças do varejo exigindo novas soluções em produto”.

Borghi citou dados de pesquisa da Nielsen que mostram as Marcas Próprias com 16,5% das vendas globais. A Suíça detém a liderança (45%) na classificação das vendas desses produtos. Na América Latina, a liderança é da Colômbia, com 15%. Na Europa, as MP detêm uma participação de mercado de 29,5% e cresceram 5 pontos nos últimos 8 anos. Por outro lado, a América do Norte se caracteriza por apresentar uma forte relação entre preço versus qualidade, com enfoque em Marcas Próprias Premium. Entretanto, a participação de mercado não é tão alta quanto na Europa, chegando a 17,4%.

O gerente da Daymon lembrou que os novos hábitos de consumo trazem mudanças no varejo e oportunidades e desafios para novos negócios. “O consumidor quer tudo muito simples e rápido, sem fila, sem preencher ficha. Os millennials já estão aqui, o novo consumidor é a geração Z. Isso vai impactar o canal de compra”, afirmou. “Amazon e Alibaba mudaram o mercado”, afirmou.

No entanto, desde 1930, quando o supermercado revolucionou a relação produto x consumidor no ponto de venda, uma coisa não mudou ao longo do tempo: o consumidor é quem decide o sucesso ou fracasso do produto e deve estar sempre no centro da estratégia de desenvolvimento. Conhecer o consumidor, seus hábitos e atitudes de consumo é crucial para o sucesso de qualquer projeto de novos produtos.

 

 

Recent Posts

Leave a Comment